“Sou um homem temente a Deus”, diz Denzel Washington

Ator americano fez a declaração sobre fé em Deus ao receber o prêmio de Melhor Ator no “Prêmio do Sindicato dos Atores”, pela participação no filme Fences.

08-02-2017 | Atualizada em 08/02/2017 08:38

Denzel Washington recebe prêmio.

Ator Denzel Washington durante entrega do prêmio de Melhor Ator.

O ator Denzel Washington foi o grande vencedor do Screen Actors Guild Awards –  ‘SAG’ – (Prêmio do Sindicato dos Atores) ao vencer como Melhor Ator pela participação no filme “Fences”.

Em seu discurso, o ator americano fez uma declaração de fé e dedicou o prêmio para os que não são reconhecidos.

“Eu sou um homem temente Deus. Eu deveria ter fé, mas eu não tive fé agora”, disse ele que ficou surpreso em ser o vencedor do prêmio. “Deus abençoe a todos os outros atores”.


Programa Teologia Para Todos faz sucesso na internet com Curso Livre de Bacharel em Teologia Online


No papel de Troy Maxson, Washington se saiu melhor que Caseu Affleck, ganhador do Globo de Ouro pelo fimle  “Manchester By The Sea”. Denzel acreditava que Affleck também levaria o SAG.

“Eu disse para mim mesmo: ‘Aquele garoto vai ganhar esse prêmio, você não vai ganhar’. Eu nem sequer preparei nada [discurso], mas sei que estou preparado”, confessou.

“Nós somos apenas atores, você sabe, eu sou famoso e todo esse tipo de coisa, mas isso não o impede de ficar nervoso em uma noite de estreia”, completou o ator de 62 anos.

Ao longo de sua carreira, Denzel Washington ganhou três Globos de Ouro, um ‘Tony Award’ e dois Oscar’s, mas essa foi a primeira vez que ele ganhou o Prêmio do Sindicato dos Atores.

Orações a Deus

Interpretar Troy Maxson em “Fences” foi especial para Denzel Washington que revelou em entrevistas anteriores que foi fortemente comovido durante as filmagens do longa-metragem ao saber que famílias inteiras estavam orando por ele, que nunca escondeu sua fé.

“Havia uma mulher em particular, mesmo antes de começarmos a filmar. Eu a conheci e disse: ‘Oh obrigada por ter vindo’. Ela disse: ‘Nós estamos observando você há muito tempo’. Eu respondi: ‘Bem, ore por mim’. [E então] ela disse: ‘Denzel, eu tenho orado por você há 35 anos, minha família e eu”, disse ele. “Nós estamos te acompanhando e sabemos como é difícil”.

O ator comentou nessa época que mesmo sem saber quem está orando por ele, ele precisa das orações. “Eu preciso de todas aquelas orações e todo esse apoio. Todos nós precisávamos, as pessoas foram maravilhosas!”.

SEU COMENTÁRIO