Satanás quer convencer as pessoas de que ele não existe, diz Billy Graham

Evangelista lembrou que nem sempre os ataques satânicos são evidentes.

22-04-2017 | Atualizada em 22/04/2017 11:24

Billy Graham

Billy Graham durante ministração.

Aos 98 anos, Billy Graham, um dos pregadores evangélicos mais respeitados da atualidade, fez um alerta aos leitores de sua coluna semanal, lembrando que uma das estratégias do Diabo é convencer as pessoas de que ele não existe.

O evangelista afirma que essa é uma das estratégias mais bem-sucedidas de Satanás e por isso é importante termos em mente que o inimigo atua tanto hoje quanto fazia nos tempos bíblicos.

O fundador da Associação Evangelística Billy Graham tem se dedicado a responder dúvidas feitas por pessoas que acompanham o seu ministério e ao falar sobre Satanás ele respondia uma pergunta enviada para o site do ministério.

A pergunta enviada para Graham questionava o fato de as igrejas não falarem mais sobre a atuação demoníaca e, principalmente, sobre Satanás. Em sua resposta o evangelista lembrou que nem sempre os ataques satânicos são evidentes.

Billy Graham enfatizou que os ataques satânicos podem ser de forma muito aberta, mas que muitas vezes ele prefere atuar de maneira oculta e sutil, como um enganador para afastar pessoas de Cristo.

O renomado evangelista também citou um versículo de 1 Pedro 5.8, que diz: “Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar”.

“Embora jamais devêssemos fazer do diabo o foco de nossa atenção (pois só Cristo é digno dessa honra), precisamos estar atentos a seus planos e protegidos contra seus ataques. O principal objetivo de Satanás é impedir os planos de Deus de todas as maneiras possíveis”, explicou.

Graham também lembrou os ensinamentos de Jesus Cristo sobre as mentiras do Diabo e os enganos que ele pratica, além de enfatizar que ao acreditar que ele não existe ficamos vulneráveis aos ataques.

“Se você achar que o Diabo não existe, logo baixará a guarda e deixará de se precaver contra seus ataques”, lembrou. Com informações de Gospel Herald.

SEU COMENTÁRIO