Policiais de Israel preparam esquema de segurança para vinda do Messias

Chefe de polícia acredita que a vinda do Messias está próxima e por isso estão preparando um esquema de segurança para recebe-lo.

07-01-2017 | Atualizada em 07/01/2017 13:54

Chefe de Polícia, Rabino e Rabi de Israel.

Chefe da Polícia, Roni Alsheikh, Rabino do Muro das Lamentações, Shmuel Rabinovich, Chefe Rabi de Israel, Itzhak Yosef.

Segundo o Chefe do Departamento de Polícia de Israel, Roni Alsheikh, as forças policiais estão se preparando para a chegada do Messias através de um esquema de segurança que está sendo montado.

“Quando o Messias vier, todo mundo vai querer chegar perto dele e isso pode criar muito tumulto”, disse Alsheikh em entrevista ao site Breaking Israel News.

A declaração foi dada na semana passada e mostra como a polícia israelense está envolvida em assegurar os mandamentos bíblicos, pensando também nos cidadãos.

Na visão do comissário, preparar a segurança local para a vinda do Messias é um papel importante da polícia. “Não estamos apenas ocupados com a aplicação da lei, também pensamos em medidas preventivas para mostrar consideração para os nossos cidadãos”, disse ele.

“Não há dúvida de que a felicidade e o serviço a Deus aproximará a todos [os cidadãos]”, diz o comissário ao lembrar que a missão da polícia israelense é pautada pelo mandamento de amar ao próximo.

“Em breve, se Deus quiser, precisaremos começar a preparar as operações de segurança necessárias pois o Messias terá chegado”, concluiu.

Judeus aguardam pelo Messias

Os judeus não acreditam que Jesus é o Messias e aguardam a chegada de quem eles considerarão o verdadeiro enviado de Deus. Para muitos deles, a vinda do Messias está cada vez mais próxima.

Em 2015, inclusive, rabino Chaim Kanievsky, uma das maiores autoridades do judaísmo ultraortodoxo, declarou que a vinda do Messias é iminente. Nessa declaração, ele convocou os judeus de todo o mundo para fazer a imigração para Israel, uma ação espiritual que poderá ajudar a anunciar a vinda do Messias.

O interessante é que naquele ano o número de imigrações para Israel bateu um número recorde, com milhares de pessoas se mudando para a Terra Santa. Foram 17% a mais de pessoas que fizeram o aliyah em comparação com as mais de 26 mil pessoas que imigraram para Israel em 2014.

Os números de imigrações de 2016 ainda não foram divulgados, mas só no primeiro semestre do ano foram 190 imigrantes brasileiros que fizeram o aliyah.

o número é 56% maior do que o registrado no mesmo período de 2015. Mas se o número de imigrantes brasileiros aumentou, o número de judeus de outros países diminuiu. O site Foward divulgou que França e o Ucrânia tiveram números inferiores de imigrantes no primeiro semestre de 2016 em comparação ao recorde de 2015. Com informações Breaking Israel News.

SEU COMENTÁRIO