Mulher mais velha do mundo diz viver mais por obedecer a Palavra de Deus

Aos 117 anos Violet Moss Brown continua ativa em sua igreja e em sua comunidade.

19-04-2017 | Atualizada em 19/04/2017 09:12

Violet Mosses Brown

Violet Mosses Brown, aos 117 anos. (Foto: Invisionfree/Family)

Com 117 anos de idade, a jamaicana Violet Mosses Brown tornou-se a mulher mais velha do mundo, após a morte da italiana Emma Morano, no último sábado (15). A Senhora Brown também é a cristã mais antiga ainda viva.

A idosa congrega na Igreja Batista de Trelawny, no condado de Cornwall, na Jamaica, e afirma ter sido batizada em uma igreja batista quando tinha 13 anos.

Segundo a família, a senhora Brown afirma que o segredo para viver mais é a obediência a Palavra de Deus. “É por causa minha fé e serviço a Deus, além de crer firmemente nos ensinamentos da Bíblia”, disse em entrevista ao The Christian Post.

Brown completou 117 anos no dia 10 de março, a mesma idade de Emma Morano, que detinha o título de pessoa mais velha do mundo. Além disso, ela é a seguidora de Cristo mais antiga ainda viva, com 104 anos de fé.

O versículo favorito da idosa é Êxodo 20.12, que diz: “Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá”.

Em um vídeo publicado no YouTube pelos familiares da idosa, ela aparece intercedendo pelos cristãos do mundo todo. A família afirma que mesmo com a idade avançada ela permanece ativa na igreja e em sua comunidade.

Em sua adolescência, logo após a escravidão ter sido abolida, ela trabalhou numa plantação de cana e atuou como empregada doméstica nas casas de seus patrões.

Após sua aposentadoria a senhora Brown abriu o próprio negócio, uma pequena fábrica de pão. Hoje a idosa tem a própria terra para desfrutar e plantar cana-de-açúcar.

Em sua igreja, Violet sempre atuou como música organista — uma herança de seu marido, Augustus Gaynor Brown, que morreu em 1997.

SEU COMENTÁRIO