Mãe tem visão de Jesus e filha recém-nascida volta a viver

Coração da recém-nascida voltou a bater quando mãe viu Jesus se aproximar enquanto médicos tentavam reanimar a pequena Gabriella.

12-01-2017 | Atualizada em 12/01/2017 11:40

Gabriella entubada para tratamento.

A pequena Gabriella durante tratamento.

Só quem já viu de perto o sofrimento de uma UTI neonatal consegue entender a angústia e o sofrimento que o casal Nathaniel e Hayley Oliveri tiveram quando a pequena Gabriella nasceu.

O parto foi tranquilo, o pai lembra que os enfermeiros ficaram impressionadas com a calma do casal, tanto é que Nathaniel até orou pela equipe médica.

Mas cerca de meia hora após o nascimento Gabriella teve complicações, a pequena respirava rápido e seu estado foi piorando, precisando ser intubada para respirar com ajuda de aparelhos.


Curso Livre de Bacharel em Teologia 100% a Distância e Sem Mensalidades.


“Eu acompanhei a Gabriella até a enfermaria”, relata o pai em um testemunho publicado na internet. “Eu entendi que aquela situação era séria. Eles a colocaram para receber mais oxigênio e tentavam enfiar agulhas em suas veias tão finas para sedá-la”, relembra o australiano.

Cristão, Nathaniel orou por sua filha que estava sedada. O médico então chamou os pais para falar sobre a condição da pequena, mas de repente o pior aconteceu e a equipe precisou intervir para aplicar técnicas de ressuscitação.

“A gente ouviu o som dos médicos e zunidos soando. Eles estavam tentando técnicas de ressuscitação em nossa filha e nós ouvíamos: ‘1, 2, 3, respire!’”, contou o casal.

A gravidez foi uma surpresa para Nathaniel e Haylay e eles ficaram felizes por gerarem a pequena Gabriella. Aquela situação no hospital não lhes trouxe sofrimento, pelo contrário, eles decidiram não ter medo da vontade de Deus.

Foi então que Haylay teve uma visão. “Eu tive uma visão de Jesus. Eu o vi andando até Gabriella e Ele colocou Sua mão sobre ela”, relembra a mãe.

A pequena teve uma parada cardíaca de quatro minutos e logo o coração voltou a bater. “Naquele momento em que vi Jesus entrando no quarto dela, entendi que estava tudo bem”.

Mas o milagre não acabou ali, pois os médicos não davam esperanças de que Gabriella sairia com vida daquele hospital e ela continuava com uma pele acinzentada.

Após visão com Jesus milagre se completou

Gabriella precisou ser transferida de hospital e continuava lutando para sobreviver. Foram dois dias entubada e sua família cria que a visita de Jesus foi real e que ela seria curada.

“Era quase como se eu estivesse em uma bolha, envolta pela paz de Deus. Deus estava nos segurando, estava segurando nossa filha”, disse Hayley.

O caso aconteceu em 2015 e o jovem casal precisou se firmar no milagre para suportar a dor de ver a filha doente sem poder fazer nada além de esperar em Deus.

“Eu entrei no banheiro do hospital, olhei no espelho e tive completa certeza de que Deus iria curar minha filha. Mas eu também compreendi que ainda que eu perdesse minha filha, isso não poderia roubar a paz que eu sentia em Cristo”, contou Nathaniel que é líder de um ministério na Austrália.

Com dois dias de sedação Gabriella abriu os olhos e os médicos ficaram surpresos por não esperar uma reação tão rápida. A pequena não tinha mais nenhum problema de saúde e conseguia respirar sem ajuda de aparelhos.

“Se não formos cuidadosos, agradeceremos a Deus nos momentos em que tudo vai bem, mas O culparemos pelos momentos em que as coisas não estão bem. Mas este é o inimigo, que vem para matar, roubar e destruir. Jesus é quem traz a vida”, finalizou.

SEU COMENTÁRIO