Jesus aparece e impede massacre de cristãos no Oriente Médio

Os relatos são semelhantes aos ocorridos em Atos dos Apóstolos, pois jihadistas ouviram uma voz dos céus dizendo: “Por que estão me perseguindo?”

03-01-2017 | Atualizada em 04/01/2017 11:58

Soldados do grupo radical Estado Islâmico.

O ministério Bibles For Mideast [Bíblias para o Oriente Médio] tem relatado uma série de testemunhos de muçulmanos que estão se encontrando com Cristo de forma sobrenatural.

Um desses testemunhos é de Haroon (nome fictício para preservar a segurança dele), um jovem árabe de família influente no Oriente Médio. Inclusive, seu pai é uma das principais autoridades religiosas de seu país e o grande responsável pela imposição da sharia naquele lugar.

Mas apesar de nascer e crescer em uma família guiada pela mais rigorosa das leis islâmicas, Haroon teve uma experiência pessoal que o fez se desligar de todo o seu passado como comandante de um grupo jihadista.

Haronn é um exímio atirador de elite e liderava um grupo de soldados que tinham como objetivo principal “protege a religião” e isso também significa lutar contra os infiéis, especialmente os cristãos.

Tudo começou a mudar em sua vida quando ele ficou sabendo de um grupo de cristãos que iriam realizar uma cerimônia de batismo no Mar Arábico. Haroon reuniu mais de 18 soldados jihadistas e foram até o local impedir o evento.

A ideia de Haroon era matar a todos os cristãos que estivessem ali para confirmar a decisão de aceitar a Cristo através do batismo. Com isso, ele tentava impedir que as evangelizações continuassem a acontecer naquela região.

O que ele não imaginava era que o próprio Jesus apareceria para ele e impediria a ação dos jihadistas que estavam lá prontos para matar a todos os cristãos.

Após o batismo, os cristãos entraram em um ônibus e começaram a voltar para suas casas quando o grupo de jihadistas perseguiu e atirou contra eles. Nessa hora uma tempestade de areia separou os dois grupos e os jihadistas ouviram uma voz forte que dizia: “Por que me persegues? É difícil para vocês lutarem contra os aguilhões”.

Haroon conta que todos os seus soldados ouviram aquilo e ficaram confusos e temporariamente mudos. O vento levou as armas para longe e mais uma vez uma voz falou em meio ao vento: “Eu vim ao mundo não para destruí-los, mas para salvá-los. Vão em paz”.

Dois jihadistas teimavam que aquilo não era vindo de Alá e eles se desentenderam tentando explicar o que havia acontecido ali. Quando chegou em casa, Haroon contou ao seu pais e ele lhe ordenou para nunca falar sobre aquilo com ninguém.

Visita de um anjo

A maioria dos soldados que presenciaram aquela cena não voltou para as atividades militares, e Haroon nunca esqueceu do que viu. Mas sua conversão só aconteceu depois que sua irmã, Hajira, ficou internada após ser mordida por uma víbora venenosa e, no hospital, foi visitada por um anjo.

O anjo falou sobre a necessidade de conhecer a Jesus, o Salvador e curador. Quando a irmã de Haroon relatou a visita para seus familiares houve grande comoção.

O pastor Paul, missionário do Bíbles For Mideast foi guiado por Deus até o hospital para evangelizar Hajira e a família toda se entregou para Jesus.

O mais curioso foi que Paul era um dos líderes cristãos que estava no ônibus do batismo que seria atacado pelo grupo jihadista.

Hoje todos os 18 soldados que participaram da missão contra os cristãos e ouviram a voz de Jesus se converteram e ministram a palavra de Deus.

Cada vez mais muçulmanos tem se convertido através da Teofania, que é a manifestação de Jesus Cristo, centenas de pessoas já relataram esse tipo de experiência.

SEU COMENTÁRIO