Homem desiste de ser terrorista após ter experiência com Jesus

Radical islâmico que se preparava para ato terrorista teve experiência com Jesus quando orava pedindo resposta sobre sua religião.

11-08-2017 | Atualizada em 11/08/2017 11:34

Terrorista do Estado Islâmico.

Terrorista do Estado Islâmico.

Um homem identificado apenas como Rabi, para preservar a sua integridade, desistiu de ser um terrorista após ter uma experiência com Jesus.

Buscando preencher a rejeição que sentia do seu pai, Rabi se aprofundou nos ensinamentos do Islamismo.

Devido a sua dedicação a religião, a Comunidade Mulçumana o preparou para ir ao Afeganistão.

“O diabo estava me preparando para ser um terrorista, mas o plano de Deus para mim era me tornar um evangelista de Jesus Cristo”, disse Rabi sobre sua trajetória.

Casado com Azhara e pai de dois filhos, Rabi sentiu necessidade de buscar verdades sobre sua religião, e clamou a Deus.

“Eu não te conheço, mas você me conhece. Talvez eu não faça diferença para você, mas você faz para mim”. Enquanto orava, seu coração dizia: “Jesus”.

Rabi conhecia Jesus apenas como um profeta, por isso se assustou. Então decidiu clamar pelo Deus de Abraão, já que isso estava de acordo com o Islamismo.

Enquanto clamava o muçulmano voltou a ouvir o nome de Jesus, o que o deixou inquieto e preocupado.

Relutante, clamou novamente, desta vez pelo Deus de Adão, e teve Jesus como resposta mais uma vez.

Naquele momento, vieram às lágrimas, e mesmo sem conhecer o Evangelho, seu coração se encheu de alegria através do nome de Jesus, a partir daquele momento sua vida começou a mudar.

As mudanças na vida de Rabi assustaram sua esposa, Azhara. Quando ela encontrou uma Bíblia em casa, se divorciou, levando os filhos embora.

“Fiz isso porque achei que fosse um sacrifício para Alá”, disse ela ao site Leading The Way.

Rabi conta que nesse momento tão difícil, não recebeu ajuda de nenhum cristão, e que foi tomado por uma forte solidão, no entanto, a certeza de que Deus estava com ele permaneceu.

Deus começou a trabalhar na vida de Azhara, aquebrantando seu duro coração, ver o quanto seu marido tinha mudado surpreendeu ela de tal forma, que decidiu reatar o casamento. Azhara também entregou sua vida a Cristo, encontrando alegria em seu amor.

“Senti como se um fardo pesado tivesse saído das minhas costas”, disse ela. “Naquela época, não pensei em nada, não pensei no medo ou qualquer outra coisa. Fiquei muito feliz!”

Rabi e Azhara se batizaram e se casaram novamente no mesmo dia. Juntos, eles tiveram que enfrentar a pobreza e as perseguições, buscando força em Cristo.

“A vida no Islã era miserável. Vivíamos uma vida muito confortável financeiramente e em todos os aspectos. Mas não havia felicidade. Estou feliz por ter aceitado Cristo, estamos vivendo pela graça e meus filhos agora estão aprendendo a verdadeira religião. Estou muito feliz com isso, porque não há garantia na vida. Mas a vida eterna é garantida”, ressaltou.

SEU COMENTÁRIO