Antiga “deusa das cobras” se converte e vira grande pregadora

Após ter sido evangelizada por missionários, jovem sonhou com Jesus Cristo e deixou templo hindu para pregar o Evangelho.

09-08-2017 | Atualizada em 11/08/2017 18:24

Adoração hindu a serpentes.

Ritual de adoração de cobras.

O ministério “Bible For Mideast” compartilhou o testemunho de uma jovem conhecida como “deusa das cobras”, que se converteu após sonhar com Jesus Cristo.

Ao contrário do que simboliza para os cristãos, as serpentes são criaturas divinas e dignas de adoração para os hindus, seja nos templos dedicados a elas, ou nos seus habitats naturais.

Para a jovem Nagamma, que cresceu no sul da Índia em uma família Dalit, no grau mais baixo da escala social do país, estar no meio das cobras era algo natural.

Por não existir muitas opções de emprego, seu pai se tornou líder de magia negra, e ensinou o ofício a sua filha desde pequena. O nome que ela recebeu, significa “mãe das cobras”.

“Quando criança, eu alimentava as cobras com leite”, lembra. Ela se uniu aos membros de sua comunidade para adorar em um templo especial dedicado às cobras, e seu amor pelo ofício só aumentava.

Com 12 anos, Nagamma foi atacada por uma cobra enquanto a alimentava com leite. A garota foi levada imediatamente a uma médica local, mas ela não conseguiu remover completamente o veneno do seu corpo.

Após três dias, seu estado de saúde parecia melhor, mas efeitos colaterais incomuns começaram a se manifestar, sua pele ficou azulada, e ela passou a se sentir completamente diferente, tanto no corpo, quanto na mente.

“Eu comecei a agir como uma cobra” conta. Tudo que ela queria era se sentar no templo dedicado às cobras.

As pessoas da comunidade passaram a trata-la como “deusa das cobras” e sua fama começou a se espalhar.

Ela passou a ser adorada e recebia oferendas de leite, frutas, flores, e até mesmo dinheiro dos moradores locais que visitavam o templo.

Passados alguns anos, Nagamma e sua família foram visitados por um grupo de missionários do Oriente Médio.

Eles entregaram folhetos sobre o cristianismo e a Bíblia, e compartilharam as boas novas de Cristo. O pai de Nagamma disse que sua filha era uma deusa, e que quem deveria ser seguida era ela, não Jesus!

Certa vez, Nagamma foi ao lar de uma família que tinha um bebê realizar sua magia negra.  Ela conta que algo incomum aconteceu no local, “Satanás me instruiu que havia um tesouro dourado naquela casa, e devia sacrificar o filho de menos de três meses para encontrar o tesouro”, lembra.

Começou então uma intensa batalha espiritual, algo que ela nunca tinha visto antes, as orações dos missionários estavam tendo um efeito no mundo celestial, e ela não pode completar o trabalho naquela casa.

Naquela mesma noite, ela recebeu uma visita ilustre em seu quarto. “Um homem vestido de branco e bonito veio até mim e se sentou ao meu lado”, ela diz com admiração.

Seu quarto se encheu da luz mais brilhante que já havia visto. Quando o homem lhe mostrou as mãos, viu o que parecia ferimentos causados ​​por unhas.

“Ele me disse: ‘Minha filha, você é querida para mim. Eu sou seu Senhor e Deus. Dou o tesouro da paz e da vida eterna. Eu sou a porta. Aqueles que vierem a mim serão salvos; Entrarão e sairão e encontrarão pastagens. O ladrão vem apenas para roubar e matar e destruir. Eu vim para que você possa ter vida. Vida em toda sua plenitude!'”, disse.

Ao lembrar das palavras que tinha ouvido dos visitantes cristãos que estiveram na sua casa, Nagamma pode reconhecer que o homem do sonho era Jesus Cristo.

Testemunha de Cristo

A partir daquele dia, seu coração mudou, ela se ajoelhou e aceitou o Senhor Jesus como seu salvador.

“Eu quebrei todos os ídolos no templo das cobras”, diz ela. “Meus pais e aqueles que acreditavam em mim não gostaram. Eles me disseram que eu estava com raiva. Eles me amarraram a uma árvore e me bateram. Muitas outras perseguições que enfrentei. Mas não perdi a fé em Jesus,” conta.

O próximo passo foi entrar em contato com os missionários do Oriente Médio e pedir o batismo. Após o batismo, ela mudou seu nome para ‘Maria’ e se tornou uma grande evangelista no meio do seu povo, e sua família se juntou a ela, aceitando a Cristo.

O templo das serpentes foi substituído por uma tenda de oração, e Maria tem sido usada por Deus como uma grande pregadora do Evangelho.

SEU COMENTÁRIO