Cristãos oram durante ataque terrorista e leões os livram

Livramento foi compartilhado por diretor do ministério Bibles For Mideast.

20-04-2017 | Atualizada em 20/04/2017 19:01

Leão em posição de ataque.

Imagem ilustrativa de leão em posição de ataque.

Um relato surpreendente do ministério Bibles For Mideast [Bíblias para o Oriente Médio] sobre um livramento ocorrido durante um ataque de terroristas tem acrescentando a fé de muitos cristãos.

O livramento sobrenatural foi compartilhado pelo pastor Paul, diretor do ministério que atua em diversos países do mundo através do apoio a missionários.

Recentemente o pastor Paul sobreviveu a um apedrejamento, liderado por extremistas logo após ele ter realizado batismos em uma igreja do sul da Ásia.


Programa Teologia Para Todos faz sucesso na internet com Curso Livre de Bacharel em Teologia Online


Agora o pastor testemunha um acontecimento surpreendente, recebeu um livramento sobrenatural enquanto estava hospedado na casa de um amigo, Pastor Ayoob, após ter passado por uma cirurgia de emergência.

Durante o período que estava em recuperação o pastor sofreu ameaças de um grupo que estava o perseguindo. O pastor afirma que extremistas tentaram invadir a reunião que ocorria no local e que Jesus Cristo o salvou.

“Meu Senhor ressurreto Jesus Cristo salvou minha vida mais uma vez, e eu louvo e agradeço a Deus por Sua graça indescritível! Certamente não sou digno disso”, afirmou o pastor Paul.

O testemunho compartilhado no site oficial do ministério não relata o país onde o pastor estava atuando por questões de segurança, mas afirma que a casa ficava escondida em uma floresta.

Segundo os relatos, os terroristas que perseguiam o pastor conseguiram chegar até a casa devido às visitas que ele recebia de outros cristãos para orar com ele.

“Os crentes me visitavam secretamente nesta casa da floresta e realizávamos reuniões de oração juntos. Fiquei lá por cerca de três semanas”, explicou.

O pastor afirma que durante a reunião, que ocorreu no domingo de Páscoa (16 de abril), o grupo radical cercou a casa com barras de ferro e objetos para agredir os cristãos.

Além do pastor Paul e o dono da casa, pastor Ayyobb, estavam participando da reunião duas crianças pequenas, a esposa de Ayyobb e sua mãe, de 80 anos. Também participavam da reunião de oração dois cristãos que vieram visitar o pastor Paul.

Paul testemunhou que no momento de tensão eles começaram a orar e cantar a Deus pedindo por misericórdia.

“Perdendo todas as esperanças, pensamos que aquele certamente era o nosso último dia. As crianças que estavam conosco começaram a chorar”, relatou.

O pastor afirma que diante da ameaça iminente os presentes deram as mãos para orar e louvar a Deus.

“Todos nos unimos de mãos dadas e repetidamente louvávamos e agradecíamos ao nosso Senhor Jesus Cristo. Nós também continuamente clamamos pelo sangue de Jesus Cristo como nossa vitória. A mulher grávida sofria com dores, mas juntou-se a nós em nossos louvores ao Senhor”, relatou.

Enquanto eles oravam o pastor afirma que leões saíram da floresta e atacaram os terroristas

“De forma completamente inesperada, um leão correu de dentro da floresta, saltou sobre os militantes e agarrou um deles pelo pescoço. Quando os outros combatentes tentaram atacar o leão, mais dois leões correram em direção a eles”, testemunhou.

O pastor afirma que os extremistas fugiram aterrorizados e que eles agradeceram a Deus pelo livramento. Ele também conta que não havia relatos de leões naquela localidade.

Devido à pressão das autoridades, Pastor Paul e a família de Ayyoob tiveram que deixar a casa da floresta, após a tentativa de ataque dos terroristas.

SEU COMENTÁRIO