Estudo aponta que ateus são menos tolerantes que pessoas religiosas

Pesquisadores da Universidade Católica de Lovaina na Bélgica sugerem que os crentes religiosos “parecem melhor perceber e integrar perspectivas divergentes”.

04-07-2017 | Atualizada em 04/07/2017 10:21

Cristão com uma cruz.

Manifestante cristã expõe cruz.

As pessoas religiosas são mais tolerantes diante de opiniões e ideias diferentes das suas do que os ateus e agnósticos, segundo pesquisa feita na Europa. O estudo entrevistou 788 pessoas do Reino Unido, França e Espanha.

A pesquisa mostrou que apesar de ateus e agnósticos se considerarem “mais abertos” do que as pessoas religiosas, na verdade elas são menos tolerantes a opiniões e ideias diferentes das suas.

Os pesquisadores concluíram que as pessoas religiosas “percebem e aceitam melhor perspectivas diferentes das suas”, segundo o estudo realizado pelo curso de Psicologia da Universidade Católica de Lovaina (UCL), da Bélgica.


Programa Teologia Para Todos faz sucesso na internet com Curso Livre de Bacharel em Teologia Online


O coautor do estudo, Filip Uzarevic, afirmou que “a mentalidade fechada não é necessariamente encontrada apenas em pessoas religiosas”. O estudioso disse ao Independent que “supreendentemente” os religiosos mostraram mais abertura a ideias diferentes.

“Em nosso estudo sobre a relação entre religião e mentalidade fechada, surpreendentemente, quando se tratava de integrar visões contrárias às suas próprias, eram os religiosos quem mostravam mais abertura”, disse Filip Uzarevic.

Uzarevic também destacou que o ateísmo está crescendo em alguns países do ocidente, principalmente por ter se tornado normativo, por isso decidiu fazer o estudocom 455 ateus e agnósticos, 255 cristãos e um grupo de 37 que pertenciam a religiões como budismo, islamismo e judaísmo.

A pesquisa revelou que os não crentes tinham índices de “intolerância sutilmente medida” mais elevados do que os religiosos.

Apesar de ambos os casos, tanto ateus como religiosos, demonstrarem forte animosidade em relação ao debate ideológico, apenas os religiosos são rotulados como “mente fechada” ao fazer contraditório.

SEU COMENTÁRIO